Partindo da ação da consciência no trabalho do ator, Gilberto Icle, em "O Ator como Xamã", leva sua análise até as práticas do intérprete em sua forma relacional com o outro, ou seja, na interação com os demais parceiros de cena e com o público. Aí se encontra o objeto e o estado a ser atingido pelo processo representativo, no qual entra em jogo não apenas o corpo interpretante, mas também as energias corporais, fazendo surgir na cena uma consciência espaço-temporal alterada do cotidiano, em que os estados físico e mental unidos trabalham comportamentos, gestos e memória amalgamados num todo. Icle escolhe o clown como a entidade cênica que melhor faz transparecer essa busca de uma dimensão extracotidiana pelo ator que, ao tomar consciência de seus aspectos ridículos, os potencializa e transforma em resultados cênicos de grande intensidade, levando o público ao riso e à comoção, num paralelo entre as forças do êxtase na atividade de invocação ritualística xamânica e a ação construtora de uma presença para a atuação artística por meio de um estado clownesco em cena. Aliando rigor teórico à prática com alunos e a depoimentos de profissionais, "O Ator como Xamã" torna-se uma importante contribuição para aqueles que se interessam pelos rituais e alquimias do palco.

[ M.H.G. e J.Guinsburg]
--
ISBN: 9788527307642
Autor: Gilberto Icle
Páginas: 144
Coleção: ESTUDOS/E.233
Ano de publicação: 2006
Peso: 0,23 kg
Dimensões: 22,5 x 12,5 x 0,9 cm
ATOR COMO XAMÃ, O
R$44,90
Esgotado
ATOR COMO XAMÃ, O R$44,90

Partindo da ação da consciência no trabalho do ator, Gilberto Icle, em "O Ator como Xamã", leva sua análise até as práticas do intérprete em sua forma relacional com o outro, ou seja, na interação com os demais parceiros de cena e com o público. Aí se encontra o objeto e o estado a ser atingido pelo processo representativo, no qual entra em jogo não apenas o corpo interpretante, mas também as energias corporais, fazendo surgir na cena uma consciência espaço-temporal alterada do cotidiano, em que os estados físico e mental unidos trabalham comportamentos, gestos e memória amalgamados num todo. Icle escolhe o clown como a entidade cênica que melhor faz transparecer essa busca de uma dimensão extracotidiana pelo ator que, ao tomar consciência de seus aspectos ridículos, os potencializa e transforma em resultados cênicos de grande intensidade, levando o público ao riso e à comoção, num paralelo entre as forças do êxtase na atividade de invocação ritualística xamânica e a ação construtora de uma presença para a atuação artística por meio de um estado clownesco em cena. Aliando rigor teórico à prática com alunos e a depoimentos de profissionais, "O Ator como Xamã" torna-se uma importante contribuição para aqueles que se interessam pelos rituais e alquimias do palco.

[ M.H.G. e J.Guinsburg]
--
ISBN: 9788527307642
Autor: Gilberto Icle
Páginas: 144
Coleção: ESTUDOS/E.233
Ano de publicação: 2006
Peso: 0,23 kg
Dimensões: 22,5 x 12,5 x 0,9 cm