BORGES  GUIMARÃES
“Na esquina rosada do Grande Sertão”, Borges e Rosa se encontram. E nasce desse encontro um Borges até então insuspeitável: um Rosiano no Borges. Esta é a proposta básica do instigante ensaio/experimento que aqui se concretiza. Estimulada pelo privilégio que Borges sempre atribui à leitura, entendida como diálogo criador com o texto objeto, Vera Mascarenhas de Campos assume a tarefa arriscada de fazer refletir os “gaúchos arrabaleros ” dos contos gauchescos de Borges nas retinas/espelho dos jagunços rosianos. E o resultado desse exercício tradutor/especular é a eclosão de textos que permitem ouvir ecos da Buenos Aires “orillera”, na amplidão ambígua e sinuosa do Grande Sertão, ao mesmo tempo em que a voz rude e mítica do jagunço das gerais ressoa na fala “matrera” do “gaúcho” borgiano. O maior fascínio deste livro reside exatamente no fato de oferecer ao leitor a oportunidade de se defrontar com esse texto outro, fruto inegável de lúcido, hábil e arguto trabalho de tradução/transcriação. Borges e Rosa encontram-se aqui, mas afetados pelo clarão alquímico do gesto transcriador, transfiguram-se, recodificam-se, renascem como texto novo, um texto borgiano/rosiano, onde as diferenças e semelhanças de ambos os “idioletos” se fundem numa unidade ambígua, que “matreiramente” inscreve seu regionalismo universal numa magnética melodia mineiro-argentina.
--
ISBN: 9788527304108
Autor: Vera Mascarenhas de Campos
Páginas: 178
Coleção: DEBATES/D.218
Peso: 0,17 kg
Dimensões: 20,5 x 11,5 x 1 cm
BORGES GUIMARÃES
R$27,00
Esgotado
BORGES GUIMARÃES R$27,00
“Na esquina rosada do Grande Sertão”, Borges e Rosa se encontram. E nasce desse encontro um Borges até então insuspeitável: um Rosiano no Borges. Esta é a proposta básica do instigante ensaio/experimento que aqui se concretiza. Estimulada pelo privilégio que Borges sempre atribui à leitura, entendida como diálogo criador com o texto objeto, Vera Mascarenhas de Campos assume a tarefa arriscada de fazer refletir os “gaúchos arrabaleros ” dos contos gauchescos de Borges nas retinas/espelho dos jagunços rosianos. E o resultado desse exercício tradutor/especular é a eclosão de textos que permitem ouvir ecos da Buenos Aires “orillera”, na amplidão ambígua e sinuosa do Grande Sertão, ao mesmo tempo em que a voz rude e mítica do jagunço das gerais ressoa na fala “matrera” do “gaúcho” borgiano. O maior fascínio deste livro reside exatamente no fato de oferecer ao leitor a oportunidade de se defrontar com esse texto outro, fruto inegável de lúcido, hábil e arguto trabalho de tradução/transcriação. Borges e Rosa encontram-se aqui, mas afetados pelo clarão alquímico do gesto transcriador, transfiguram-se, recodificam-se, renascem como texto novo, um texto borgiano/rosiano, onde as diferenças e semelhanças de ambos os “idioletos” se fundem numa unidade ambígua, que “matreiramente” inscreve seu regionalismo universal numa magnética melodia mineiro-argentina.
--
ISBN: 9788527304108
Autor: Vera Mascarenhas de Campos
Páginas: 178
Coleção: DEBATES/D.218
Peso: 0,17 kg
Dimensões: 20,5 x 11,5 x 1 cm