A técnica dodecafônica e a atomização dos sons. Por que a dissonância é mais racional que a consonância? Schoenberg e Stravinski: Progresso? Restauração? – O trabalho discute as questões propostas acima, por meio do estreito vínculo estabelecido entre ouvido musical, técnica e sociedade. Nele, forma e conteúdo em música são tratados a partir do interior de uma dialética da ilustração. Musicólogo, crítico literário, Theodor Adorno tem a sua obra ligada à ciência social nos termos de uma filosofia da cultura. Profundamente marcado por Hegel, componente do grupo de Frankfurt (W. Benjamin, Horkheimer e outros), o pensador alemão realiza, em termos absolutamente seus, radical crítica à sociedade de massa. Preciso, audaz.
--
ISBN: 9788527302975
Autor: Theodor W. Adorno
Páginas: 168
Tradutor: Magda França
Coleção: ESTUDOS/E.026
Peso: 0,19 kg
Dimensões: 22,5 x 12,5 x 0 cm
FILOSOFIA DA NOVA MÚSICA
R$49,90
Quantidade
FILOSOFIA DA NOVA MÚSICA R$49,90

Conheça nossas opções de frete

A técnica dodecafônica e a atomização dos sons. Por que a dissonância é mais racional que a consonância? Schoenberg e Stravinski: Progresso? Restauração? – O trabalho discute as questões propostas acima, por meio do estreito vínculo estabelecido entre ouvido musical, técnica e sociedade. Nele, forma e conteúdo em música são tratados a partir do interior de uma dialética da ilustração. Musicólogo, crítico literário, Theodor Adorno tem a sua obra ligada à ciência social nos termos de uma filosofia da cultura. Profundamente marcado por Hegel, componente do grupo de Frankfurt (W. Benjamin, Horkheimer e outros), o pensador alemão realiza, em termos absolutamente seus, radical crítica à sociedade de massa. Preciso, audaz.
--
ISBN: 9788527302975
Autor: Theodor W. Adorno
Páginas: 168
Tradutor: Magda França
Coleção: ESTUDOS/E.026
Peso: 0,19 kg
Dimensões: 22,5 x 12,5 x 0 cm