20% OFF
LUKÁCS E SEUS CONTEMPORÂNEOS
Descrição: A atualidade dos textos de Lukács, principalmente de sua obra mais madura, é evidenciada neste Lukács e Seus Contemporâneos, da coleção Debates, conjunto de textos do filósofo Nicolas Tertulian que insere o pensamento do marxista húngaro nos embates que marcaram o século xx, explicitando a posição concreta do autor e delineando alguns pontos conceituais com cuidado exemplar. A noção de ontologia presente na obra lukacsiana é pincelada em contraposição à ontologia fenomenológica de Martin Heidegger, objeto de dura crítica por sua parte. Tertulian indica o peso do realismo ontológico de um Nicolai Hartmann na crítica lukacsiana ao idealismo e à filosofia burguesa e, ao fazê-lo, traz à luz as implicações concretas das posições dos
autores tratados, chegando, assim, a lançar as bases para um diálogo necessário, e ainda in nuce, entre a filosofia e as posições de Theodor Adorno, grande expoente da Teoria Crítica, e as do Lukács da maturidade. Por fim, Tertulian adentra o embate estético: traça os aspectos fundamentais subjacentes ao debate Brecht-Lukács, que tanta polêmica provocou, levando a simplificações e deturpações das posições de ambos os autores. Estamos, pois, diante de uma coletânea de textos de rigor e honestidade ímpares, leitura obrigatória àqueles que procuram um juízo honesto acerca de Lukács, de sua época e de alguns dos embates que travou.

--

ISBN: 9788527310673
Autor: Nicolas Tertulian
Número de páginas: 432
Tradutor: Pedro Campos Araújo Corgozinho
Coleção: Debates 337
Dimensões: 11,5 cm x 20,5 cm
Peso: 0,400 kg
LUKÁCS E SEUS CONTEMPORÂNEOS
R$72,00 R$57,60
Quantidade
LUKÁCS E SEUS CONTEMPORÂNEOS R$57,60
Descrição: A atualidade dos textos de Lukács, principalmente de sua obra mais madura, é evidenciada neste Lukács e Seus Contemporâneos, da coleção Debates, conjunto de textos do filósofo Nicolas Tertulian que insere o pensamento do marxista húngaro nos embates que marcaram o século xx, explicitando a posição concreta do autor e delineando alguns pontos conceituais com cuidado exemplar. A noção de ontologia presente na obra lukacsiana é pincelada em contraposição à ontologia fenomenológica de Martin Heidegger, objeto de dura crítica por sua parte. Tertulian indica o peso do realismo ontológico de um Nicolai Hartmann na crítica lukacsiana ao idealismo e à filosofia burguesa e, ao fazê-lo, traz à luz as implicações concretas das posições dos
autores tratados, chegando, assim, a lançar as bases para um diálogo necessário, e ainda in nuce, entre a filosofia e as posições de Theodor Adorno, grande expoente da Teoria Crítica, e as do Lukács da maturidade. Por fim, Tertulian adentra o embate estético: traça os aspectos fundamentais subjacentes ao debate Brecht-Lukács, que tanta polêmica provocou, levando a simplificações e deturpações das posições de ambos os autores. Estamos, pois, diante de uma coletânea de textos de rigor e honestidade ímpares, leitura obrigatória àqueles que procuram um juízo honesto acerca de Lukács, de sua época e de alguns dos embates que travou.

--

ISBN: 9788527310673
Autor: Nicolas Tertulian
Número de páginas: 432
Tradutor: Pedro Campos Araújo Corgozinho
Coleção: Debates 337
Dimensões: 11,5 cm x 20,5 cm
Peso: 0,400 kg