50% OFF
PERFORMANCE COMO LINGUAGEM

No seu movimento de aproximação entre vida e arte, a performance resgata uma prática radical, em que se dá vazão a uma criatividade pulsional e existencial que transmuta os seus elementos de expressividade do aqui e agora da vivência e amplia as fronteiras da investigação e da experimentação artísticas. Herdeira de movimentos de ruptura como o Dada, happening e contracultura, a performance provocou, nas últimas décadas, uma revitalização das artes, rompendo com a representação estratificada e as convenções teatrais e dando dinamicidade à cena do espetáculo, assim como às artes plásticas. Em "Performance como Linguagem", Renato Cohen, pesquisador e performer, investiga as especificidades desta nova linguagem e, num confronto com a cena do teatro, analisa as soluções que o espetáculo performático dá aos problemas da criação, encenação e atuação. A partir da observação das realizações de artistas como Joseph Beuys, Laurie Anderson e grupos como o Fluxus, entre outros, são focalizadas as diversas vertentes da performance, que vão dar ritualização à arte conceitual, bem como ao chamado teatro de imagens. Estudando a manipulação de signos com que os artistas criam estas formas de encarnação imagística e expressiva dos espaços cênicos, propõe uma espécie de “antimídia” que se contrapõe ao discurso da mídia institucionalizada.
[J.G.]
--
ISBN: 9788527300094
Autor: Renato Cohen
Páginas: 184
Coleção: DEBATES/D.219
Peso: 0,18 kg
Dimensões: 20,5 x 11,5 x 0 cm
PERFORMANCE COMO LINGUAGEM
R$39,90 R$19,95
Quantidade
PERFORMANCE COMO LINGUAGEM R$19,95

Conheça nossas opções de frete


No seu movimento de aproximação entre vida e arte, a performance resgata uma prática radical, em que se dá vazão a uma criatividade pulsional e existencial que transmuta os seus elementos de expressividade do aqui e agora da vivência e amplia as fronteiras da investigação e da experimentação artísticas. Herdeira de movimentos de ruptura como o Dada, happening e contracultura, a performance provocou, nas últimas décadas, uma revitalização das artes, rompendo com a representação estratificada e as convenções teatrais e dando dinamicidade à cena do espetáculo, assim como às artes plásticas. Em "Performance como Linguagem", Renato Cohen, pesquisador e performer, investiga as especificidades desta nova linguagem e, num confronto com a cena do teatro, analisa as soluções que o espetáculo performático dá aos problemas da criação, encenação e atuação. A partir da observação das realizações de artistas como Joseph Beuys, Laurie Anderson e grupos como o Fluxus, entre outros, são focalizadas as diversas vertentes da performance, que vão dar ritualização à arte conceitual, bem como ao chamado teatro de imagens. Estudando a manipulação de signos com que os artistas criam estas formas de encarnação imagística e expressiva dos espaços cênicos, propõe uma espécie de “antimídia” que se contrapõe ao discurso da mídia institucionalizada.
[J.G.]
--
ISBN: 9788527300094
Autor: Renato Cohen
Páginas: 184
Coleção: DEBATES/D.219
Peso: 0,18 kg
Dimensões: 20,5 x 11,5 x 0 cm