PRECONCEITO RACIAL EM PORTUGAL E BRASIL COLÔNIA

A reedição de Preconceito Racial em Portugal e Brasil Colônia, pela editora Perspectiva em sua coleção Estudos, é uma das mais importantes iniciativas editoriais dos últimos tempos. Trata-se de livro pioneiro sobre os estatutos de limpeza de sangue na história da Espanha, Portugal e Brasil Colônia, a comprovar, como dizia Charles Boxer, que nossos colonizadores eram muito mais racistas do que supunha Gilberto Freyre. Tucci Carneiro relança o livro com atualização bibliográfica e documental e discute o significado do mito da pureza de sangue, suas bases institucionais, sua história, desde as origens até sua extinção, no século XVIII, focando o assunto nos cristãos-novos. Entretanto, os estatutos não se limitaram a estigmatizar os cristãos-novos, mas se estenderam aos mouros, índios, ciganos, negros, mulatos, enfim, aos descendentes dos que na época eram chamados, sem nenhum pudor, de “raças infectas”. O assunto tem sido redescoberto pelos historiadores em suas pesquisas sobre o passado. E a questão do racismo, com toda a polêmica sobre cotas, está na ordem do dia. Conhecer as bases do racismo à moda antiga é essencial. Este livro nos ensina o por quê.
ISBN: 9788527307130
Autor: Maria Luiza Tucci Carneiro
Páginas: 354

Coleção: ESTUDOS/E.197
Ano de publicação: 2005
Peso: 0,41 kg
Dimensões: 22,5 x 12,5 x 0 cm
PRECONCEITO RACIAL EM PORTUGAL E BRASIL COLÔNIA
R$74,90
Esgotado
PRECONCEITO RACIAL EM PORTUGAL E BRASIL COLÔNIA R$74,90

A reedição de Preconceito Racial em Portugal e Brasil Colônia, pela editora Perspectiva em sua coleção Estudos, é uma das mais importantes iniciativas editoriais dos últimos tempos. Trata-se de livro pioneiro sobre os estatutos de limpeza de sangue na história da Espanha, Portugal e Brasil Colônia, a comprovar, como dizia Charles Boxer, que nossos colonizadores eram muito mais racistas do que supunha Gilberto Freyre. Tucci Carneiro relança o livro com atualização bibliográfica e documental e discute o significado do mito da pureza de sangue, suas bases institucionais, sua história, desde as origens até sua extinção, no século XVIII, focando o assunto nos cristãos-novos. Entretanto, os estatutos não se limitaram a estigmatizar os cristãos-novos, mas se estenderam aos mouros, índios, ciganos, negros, mulatos, enfim, aos descendentes dos que na época eram chamados, sem nenhum pudor, de “raças infectas”. O assunto tem sido redescoberto pelos historiadores em suas pesquisas sobre o passado. E a questão do racismo, com toda a polêmica sobre cotas, está na ordem do dia. Conhecer as bases do racismo à moda antiga é essencial. Este livro nos ensina o por quê.
ISBN: 9788527307130
Autor: Maria Luiza Tucci Carneiro
Páginas: 354

Coleção: ESTUDOS/E.197
Ano de publicação: 2005
Peso: 0,41 kg
Dimensões: 22,5 x 12,5 x 0 cm