No final do século XVI e início do XVII na Espanha, período conhecido como o “Século de Ouro”, um novo gênero teatral se configurava, saído das festas populares que lhe propiciavam ocasião e público. Um tipo de peça curta inicialmente limitado aos entreatos e finais de peças “sérias”, o entremez. Com seu humor carnal, satírico e cru, visava sobretudo entreter. No entanto, livres das amarras da tradição que definia o que deveria ser a arte de boa estirpe, autores como Cervantes, Calderón de La Barca, Lope de Rueda, Francisco de Quevedo y Villegas e Agustín Moreto y Cavana, entre outros, mostravam nessas peças a natureza humana sem retoques, em toda a sua feroz e ridícula mesquinhez. Lançando mão de recursos criativos como a intertextualidade, a paródia e a música, eles fizeram arte elevada dos nossos mais baixos instintos, de uma forma que ainda hoje é moderna. Teatro Breve do Século de Ouro é a primeira coletânea entre nós dedicada a esse gênero, resgatando uma das origens do teatro ocidental e complementando a seleção de dramaturgia de Teatro Espanhol do Século de Ouro. 

--


Autor: Miguel Ángel Zamorano
ISBN: 9786555050004
Coleção: Textos 37
Edição: 1/2020
Número de páginas: 320
Dimensões: 13,0 cm x 21,0 cm
Peso: 0,342 kg

TEATRO BREVE DO SÉCULO DE OURO

R$64,90
TEATRO BREVE DO SÉCULO DE OURO R$64,90
Entregas para o CEP:

Meios de envio

No final do século XVI e início do XVII na Espanha, período conhecido como o “Século de Ouro”, um novo gênero teatral se configurava, saído das festas populares que lhe propiciavam ocasião e público. Um tipo de peça curta inicialmente limitado aos entreatos e finais de peças “sérias”, o entremez. Com seu humor carnal, satírico e cru, visava sobretudo entreter. No entanto, livres das amarras da tradição que definia o que deveria ser a arte de boa estirpe, autores como Cervantes, Calderón de La Barca, Lope de Rueda, Francisco de Quevedo y Villegas e Agustín Moreto y Cavana, entre outros, mostravam nessas peças a natureza humana sem retoques, em toda a sua feroz e ridícula mesquinhez. Lançando mão de recursos criativos como a intertextualidade, a paródia e a música, eles fizeram arte elevada dos nossos mais baixos instintos, de uma forma que ainda hoje é moderna. Teatro Breve do Século de Ouro é a primeira coletânea entre nós dedicada a esse gênero, resgatando uma das origens do teatro ocidental e complementando a seleção de dramaturgia de Teatro Espanhol do Século de Ouro. 

--


Autor: Miguel Ángel Zamorano
ISBN: 9786555050004
Coleção: Textos 37
Edição: 1/2020
Número de páginas: 320
Dimensões: 13,0 cm x 21,0 cm
Peso: 0,342 kg