Em "Teorias da Recepção", que a Editora Perspectiva publica em sua coleção Estudos, Cajaiba lê o acontecimento teatral baiano como um fenômeno de variados matizes, e tem a coragem de praticar uma “serenidade hermenêutica” para tratar das encenações dos dramas de língua alemã na Bahia. De maneira lúcida e ambígua, ele navega pelos mares do inacabamento e da incompletude, deixando de lado a crença em um mundo ideal que estaria espelhado nas obras de arte originais, abandonando, portanto, a ideia de uma possível execução compatível com a suposta “essência metafísica da obra”. Pelo contrário, crente na hermenêutica da facticidade, ele se dispõe a desfiar nexos compreensivos do fenômeno estético que só fazem sentido no âmbito da existencialidade da existência. Ora, como encenar dramas alemães em português, sem a perda do seu elemento identitário próprio? Como montar Brecht na Bahia sem a baianidade? O que está em jogo na identidade de uma encenação “estrangeira”? O que é mesmo a identidade de uma obra de arte? E a suposta cultura dessa obra, o que é isto?

--

ISBN: 9788527310024
Autor: Claudio Cajaiba
Número de páginas: 240
Coleção: Estudos 323
Dimensões: 12,5 cm x 22,5 cm
Peso: 0,290kg
TEORIAS DA RECEPÇÃO
R$53,00
Quantidade
TEORIAS DA RECEPÇÃO R$53,00

Conheça nossas opções de frete

Em "Teorias da Recepção", que a Editora Perspectiva publica em sua coleção Estudos, Cajaiba lê o acontecimento teatral baiano como um fenômeno de variados matizes, e tem a coragem de praticar uma “serenidade hermenêutica” para tratar das encenações dos dramas de língua alemã na Bahia. De maneira lúcida e ambígua, ele navega pelos mares do inacabamento e da incompletude, deixando de lado a crença em um mundo ideal que estaria espelhado nas obras de arte originais, abandonando, portanto, a ideia de uma possível execução compatível com a suposta “essência metafísica da obra”. Pelo contrário, crente na hermenêutica da facticidade, ele se dispõe a desfiar nexos compreensivos do fenômeno estético que só fazem sentido no âmbito da existencialidade da existência. Ora, como encenar dramas alemães em português, sem a perda do seu elemento identitário próprio? Como montar Brecht na Bahia sem a baianidade? O que está em jogo na identidade de uma encenação “estrangeira”? O que é mesmo a identidade de uma obra de arte? E a suposta cultura dessa obra, o que é isto?

--

ISBN: 9788527310024
Autor: Claudio Cajaiba
Número de páginas: 240
Coleção: Estudos 323
Dimensões: 12,5 cm x 22,5 cm
Peso: 0,290kg