UMA ARQUITETURA DA INDIFERENÇA

Uma Arquitetura da Indiferença - A República de Weimar, que a Editora Perspectiva publica na coleção Estudos, constitui um texto rigorosamente anti-schmittiano, em que Annie Dymetman procede a uma exaustiva e sem concessões exegese do pensamento de Carl Schmitt e de Walter Benjamin, numa oxímora - para usar um termo de sua preferência - aproximação de dois personagens da tragédia - no sentido grego - da República de Weimar. A linha que os aproxima: a exceção; a definitiva distância que os separa: a exceção para reprimir e conservar, a exceção para revolucionar e libertar. Trata-se de um texto exigente, para tempos exigentes. Na virada do milênio, quando "soberanos" pretendem decidir sobre a vida e a morte, e a violência se declara fautora do direito, é preciso enfrentar esse texto e o daqueles com quem ele discute. E entrando pela mão com Annie na discussão do pensamento sobre aquele mundo de horrores, temos um estudo que poderemos apelar para os nossos sentidos da razão, e nos alertar para uma postura ética ante as mistificações do totalitarismo contemporâneo.
ISBN: 9788527303118
Autor: Annie Dymetman
Páginas: 208

Coleção: ESTUDOS/E.188
Ano de publicação: 2002
Peso: 0,25 kg
Dimensões: 22,5 x 12,5 x 1,2 cm
UMA ARQUITETURA DA INDIFERENÇA
R$36,00
Quantidade
UMA ARQUITETURA DA INDIFERENÇA R$36,00

Uma Arquitetura da Indiferença - A República de Weimar, que a Editora Perspectiva publica na coleção Estudos, constitui um texto rigorosamente anti-schmittiano, em que Annie Dymetman procede a uma exaustiva e sem concessões exegese do pensamento de Carl Schmitt e de Walter Benjamin, numa oxímora - para usar um termo de sua preferência - aproximação de dois personagens da tragédia - no sentido grego - da República de Weimar. A linha que os aproxima: a exceção; a definitiva distância que os separa: a exceção para reprimir e conservar, a exceção para revolucionar e libertar. Trata-se de um texto exigente, para tempos exigentes. Na virada do milênio, quando "soberanos" pretendem decidir sobre a vida e a morte, e a violência se declara fautora do direito, é preciso enfrentar esse texto e o daqueles com quem ele discute. E entrando pela mão com Annie na discussão do pensamento sobre aquele mundo de horrores, temos um estudo que poderemos apelar para os nossos sentidos da razão, e nos alertar para uma postura ética ante as mistificações do totalitarismo contemporâneo.
ISBN: 9788527303118
Autor: Annie Dymetman
Páginas: 208

Coleção: ESTUDOS/E.188
Ano de publicação: 2002
Peso: 0,25 kg
Dimensões: 22,5 x 12,5 x 1,2 cm